27 janeiro 2014

Resenha do Livro - A Culpa é das Estrelas

Como sabem, sou apaixonada por livros e sempre que posso, costumo ler literatura internacional (romances, drama, suspense...). Nada contra os nacionais, mas não temos tanto investimento em livro desses gêneros por aqui.
Um dos livros que li nessas férias foi: A Culpa é das Estrelas. E confesso que não estava interessada nele, mas como muitas pessoas comentaram e recomendaram, acabei lendo.





Autor: John Green.
Editora: Intrínseca.
Páginas: 288.
Edição: 1
Ano: 2012
Sinopse: A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.





O livro é uma narrativa de Hazel, a jovem protagonista da história.
O que me surpreendeu foi a leveza com que o autor escreve, pois tinha tudo para ser uma história do tipo melancólica e entediante - afinal não se espera humor, ironia e piadas em um livro onde jovens tem câncer terminal. No entanto o livro é engraçado e irônico.

O que tem no A Culpa é da Estrelas:









Coloquei essa foto, porque achei bastante interessante essa nota do autor, uma página antes do primeiro capítulo.


Assim como achei sensível e sereno esse anuncio criado por Hazel e Gus para vender o balanço da infância dela.


Você também vai encontrar:

"Os livros de câncer são estúpidos".

"...a depressão aparece na lista dos efeitos colaterais. Só que, na verdade, ela não é um efeito colateral do câncer. É um efeito colateral de se estar morrendo".

"As vezes as pessoas não têm noção das promessas que estão fazendo no momento que as fazem".

"Esse é o problema da dor - Precisa ser sentida".

"Alguns infinitos são maiores que outros".


É uma leitura fácil, sem grandes fatos, acontecimentos ou detalhes na descrição.
Na minha opinião, é um livro juvenil, que sinceramente não tem nada demais. É um romance inusitado, com uma pitada de auto ajuda e superação, é claro!!
Quando me perguntaram se é triste, digo que depende do ponto de vista, não me fez chorar ou morrer de pena, de dó e essas coisas todas, como já disse é sutil e surpreendentemente engraçado e irônico.


























Sem sombra de dúvidas o livro é um sucesso por onde é lançado e muito em breve sua adaptação estará nas telona. E para os mais ansiosos, vazou na internet o primeiro trailer, tem aqui (mas não sei até quanto estará disponível o acesso). Ah! e tem previsão de estréia para junho nos Estados Unidos.


Mais alguém ja leu? O que achou? Contem tudooo!!

Bjos,
Bru =)



Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Oi adorei sua resenha....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos..acesse o link..www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

    ResponderExcluir